sábado, 22 de noviembre de 2008

PREMIO DARDO


Hemos recibido del blogs http://alemguadiana.blogs.sapo.pt/tag/pr%C3%A9mio+dardos un premio

Gracias por leernos y otorgarnos el mismo

1 comentario:

  1. UM SUCESSO:"LUSOSONIAS" PROMOVEU CULTURA PORTUGUESA
    Olivença acolheu, durante os dias 13 e 14 de Dezembro de 2008, "Lusosonias", um
    programa cultural promovido conjuntamente pela associação oliventina "Além Guadiana" e a
    associação "Do Imaginario", de Évora, com a colaboração do Gabinete de Iniciativas
    Transfronteiriças, a Santa Casa da Misericórdia e a Câmara Municipal de Olivença.
    A primeira actividade não pode decorrer conforme o previsto, ao meio-dia de Sábado, 13
    de Dezembro. Os "Gigabombos", gigantes e cabeçudos
    acompanhados de uma banda de tambores e gaitas, não puderam animar as ruas de Olivença,
    pois o mau tempo não o permitiu.
    Todavia, no Domingo, o espectáculo pode sair à rua, com notório aplauso da população.
    O espectáculo nocturno, às 20:00 horas de sábado e o de Domingo, às 13:15 horas,
    consistindo na actuação do trio musical "Sons do Vagar", que interpretou ambientes
    musicais do Alentejo, e na do grupo coral feminino "Vozes do Imaginário", num percurso
    pelas polifonias tradicionais portuguesas do Minho ao Algarve, constituíram, qualquer
    deles, um notável sucesso também.
    Ter-se-ão, tudo o indica, aberto portas para uma mais forte presença cultural
    portuguesa em Olivença.
    O responsável pelo grupo português "Do Imaginário", sobre o ocorrido, e
    particularmente, confessou, em nome do colectivo, que a deslocação a Olivença "foi um
    momento de fraterna convivialidade que jamais esquecerão. A presença massiva dos
    oliventinos nos dois concertos que apresentamos na Capela da Santa Casa da
    Misericórdia bem como o desfile dos Gigabombos na manhã de domingo,
    saudados com calorosos aplausos, atestam bem a simpatia que os oliventinos
    nutrem por uma herança cultural comum; pensam mesmo ser através da cultura
    a forma certa de perpetuar as fraternas relações entre os nossos povos". Fez questão de
    acentuar que tudo decorreu sem qualquer intenção política, já que esse aspecto não era
    para ali "chamado".
    (Texto da Responsabilidade de Carlos Eduardo da Cruz Luna)
    Estremoz, 16 de Dezembro de 2008
    carlosluna@iol.pt

    ResponderEliminar